Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

Síndroma de Turner

  • Introdução:

    A dinâmica do corpo do ser humano, é algo que à centenas de anos fascina o Homem devido à sua grande complexidade.

Por hora, centenas de células experimentam várias divisões, e sendo a taxa de erros elevada, por vezes ocorrem alterações permanentes – mutações - no genoma1 de um individuo que passa a designar-se por mutante.

Genoma1 – Toda a informação genética de um organismo.

Cariótipo2 – Conjuntos de cromossomas, característico de uma espécie, definido pelo seu número, forma e tamanho.

 

As mutações podem afetar, ou não, a globalidade dos cromossomas de um ser humano, afetando o seu cariótipo2. É o caso da Síndroma de Turner, descoberta no séc. XX, é a única monossemia viável da espécie humana, sendo uma mutação cromossómica numérica em que há alterações nos cromossomas sexuais.

 

 

      Os humanos possuem 46 cromossomas que contêm toda informação genética, sendo que dois desses cromossomas são denominados sexuais, conhecidos como X e Y. Esses cromossomas determinam o sexo, sendo que XX corresponde ao sexo feminino e XY corresponde ao masculino.

A Síndroma de Turner é uma mutação cromossómica numérica, uma vez que altera o número de cromossomas do indivíduo afetado, que são exclusivamente mulheres e que têm apenas um único cromossoma X (2n-1; 45 cromossomas no total) ou apenas uma porção insignificante, por isso se diz que é uma monossemia (45, X). No caso do homem, a mutação é letal visto que este passa a possuir apenas um cromossoma sexual Y, basicamente despromovido de genes, o que leva a que o embrião nunca se chegue a desenvolver.

     Esta mutação resulta da não disjunção dos cromossomas sexuais durante a formação de um espermatozoide ou de um oócito II, daí que o conjunto cromossómico mais frequente nos seus portadores seja: 45X (existe a falta de um outro cromossoma X).

     A Síndrome de Turner pode ser detetada após o nascimento ou na puberdade, quando as diferenças começam a mostrar-se mais, pois apresenta fortes diferenças físicas dos seus portadores em relação às pessoas geneticamente normais.

    As principais características da mutação são: mulheres de baixa estatura, com os caracteres sexuais secundários pouco desenvolvidos. Têm os órgãos genitais como uma criança, os seus ovários não funcionam, sendo por isso inférteis. Apresentam ainda dedos curtos e pescoço pregueado.

    As portadoras da síndrome de Turner sofrem alguns problemas auditivos, cardiovasculares e renais associadas à mutação.

   Apesar de ser uma anomalia genética, sem cura, existem sintomas que podem ser minimizados, devido à utilização de hormonas que podem melhorar a velocidade de crescimento podendo atingir uma estatura próxima do normal.

    Em Portugal a frequência da anomalia considerada rara, é de 1 caso em 2700, sendo que em média nascem cerca de 20 bebés por ano.

  • Conclusão:

     Com a realização deste trabalho sobre a Síndroma de Turner, pode-se concluir que esta é uma mutação cromossómica numérica em que a não disjunção dos cromossomas sexuais, que ocorre tanto no homem como na mulher, pode provocar a ausência de um cromossoma X na descendência, levando a que os afetados, com apenas 45 cromossomas, que são sempre mulheres, uma vez que no caso do homem esta síndroma é letal, tenham características especiais como baixa estatura ou serem inférteis, o que provoca certas dificuldade em relação a uma pessoa normal, mas que são ultrapassáveis.

  • Bibliografia:

SILVA, Amparo; e outros; Terra, Universo da Vida, Biologia -12ºano, Porto, Porto Editora; 1ºedição; 2016; p.101-107.

  • Webgrafia:

http://www.dn.pt/portugal/norte/interior/o-que-e-a-sindrome-de-turner-1443258.html

http://www.pcd.pt/noticias/ver.php?id=4226   http://www.infoescola.com/doencas/sindrome-de-turner/          http://www.minhavida.com.br/saude/temas/sindrome-de-turner

The Globalization

     Nowadays, we live in one simply world, where we can easily get something that before was only produce and marketed in a single country. This is, certainly, one consequence of globalization.

 

 But, What means the word globalization?

        Globalisation means the reconnected of human community and is the process of internacional integration.

    Over the years, we have been living in a global home where more and more cultura, ideas, knowledge, information and others are exchange between many and different countries around the world.4

 

 However, Is Globalization Good or Bad?

        I believe that is good, since that promote the interchange of culture, information and product.

    One example is that we can buy a lot of products that also are for sale in other countries.

    Another example, is that we can, in realtime, know what is happening in China, although we aren't living there, what shows that communication is also essencial for globalisation.

 

    There are also people that say that globalization is terrible, because promote the lost of cultural identity, the oursourcing and the degradation of environment with pollution.

 

 

   To sum up we can say that globalization is something that improve the quality of life of people, but we also can say that we need to avoid the disadvantages of globalization.

 

Bom Tempo

    É este sol que me entra pela janela, nesta normal tarde de sábado, que me deixa com vontade de fazer algo.

    O que fazer?

    Não sei, mas dá vontade de fazer algo dinâmico e inovador.

    É esta a energia dada pela natureza que me faz mover, querer mais e melhor.

    Olho para lá em busca de algo, mas perco-me a olhar para a bonita paisagem que se depara diante mim.

    É algo único.

    São dias alegres que nos alegram ainda mais.

    Dias bonitos que tem de ser aproveitados.

    Tudo isto é lindo, tudo é perfeito, tudo tão natural.

    

A Curiosidade

    Sendo o ser humano, um ser pensante, tem nele a qualidade de ser curioso, ou o defeito, dependendo sempre da perspetiva que pretendemos ter em conta.

   É positivo quando este curiosidade nos leva à procura de mais e melhor, de perceber o mundo que nos rodeia.

    É negativo quando é no sentido de saber por saber, de tentar descobrir o que não tem que ser descoberto, o que não tem que ser divulgado, o que não tem que ser comentado por bocas alheias

    À que fazer a distinção entre estes dois tipos de curiosidade.

    Cabe a cada um de nós escolher qual dos dois caminhos nos leva aos nossos objetivos.

   

A Química das Coisa

O Fogo de Artifício

 

       A Química das Coisas” pretende desmascarar a química escondida no nosso dia a dia e mostrar como os desenvolvimentos recentes desta Ciência contribuem para o bem-estar da Sociedade.

 

     Quem não fica deslumbrado com a explosão de cores e formas que iluminam o céu durante um espetáculo de fogo de artifício?

     O componente essencial do fogo de artifício é a “concha”, normalmente um tubo de papel cheio com pólvora negra e pequenos globos de material explosivo chamados “estrelas”.

 

imagesHXPAIT54.jpg

 

     Cada estrela contém 4 ingredientes químicos:

     Um material combustível, um agente oxidante, um composto metálico responsável pela cor e um aglutinante para manter estes compostos unidos. Toda a luz, cor e som resultam destes compostos químicos.

    Durante a explosão, o agente  oxidante e o combustível reagem de forma violenta, libertando calor intenso e materiais em fase gasosa. É a expansão brusca destes materiais gasosos que cria a onda de choque que nos chega aos ouvidos como o som da explosão!

     E é o calor libertado nesta reação o responsável pelo brilho e cor do fogo de artifício!

    As cores do fogo de artifício são obtidas essencialmente por um processo chamado “luminescência”:

   O calor libertado na explosão é absorvido pelos átomos dos metais presentes na composição da “estrela”. Ao absorver energia, os átomos dos metais ficam com os seus eletrões, digamos, “desarrumados”, fora das suas posições próprias!

 

    Quando voltam a arrumar os seus eletrões nas posições mais estáveis, os átomos libertam a energia em excesso, mas agora sob a forma de radiação visível, ou seja, luz colorida.

     A cor da luz emitida varia consoante o metal utilizado: O vermelho é normalmente obtido com sais de estrôncio ou de lítio; O cor de laranja é característico de sais de cálcio, como o cloreto de cálcio; O amarelo resulta dos sais de sódio, sendo vulgarmente utilizado o cloreto de sódio (o sal das cozinhas); Já o verde é obtido com cloreto de bário, enquanto o azul está associado ao cloreto de cobre.

    As propriedades destes sais tornam a pirotecnia uma ciência química exigente. É preciso garantir a estabilidade de alguns destes compostos, controlar rigorosamente a temperatura de explosão e impedir a contaminação que mistura as cores. E só assim é possível garantir a beleza da química a iluminar o céu em noites de festa!

Atualizações

    Por vezes sentimos a necessecidade de começar tudo do início.

    Faz diferente, fazer melhor!

    É algo que nos dá ânimo, vontade e coragem de enfrentar tudo e todos mais uma vez.

    É bom mudar dizem...

    Concordo! Sabe bem correr o risco da inovação, é assim que as coisas evoluiem, é assim que as coisas crescem.

    Nestes dias de mudanças fechamos etapas, mas abrimos portas ao desconhecido e à aventura.

    Que comece mais uma!

Pág. 1/2