Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

Força de Vontade

    O empenho que cada um tem, vem de dentro de cada pessoa. Do desejo que cada um de nós tem em fazer as coisas, ou das vontades que o movem.

   A imaginação comanda a vida.

    Eu acredito que seja verdade, são os nossos sonhos, aquilo que mais imaginamos querer um dia ter a possibilidade de fazer que nos levam a tentar de tudo, o impossível e o possível,  para que seja concretizado.

    E é nessa tentativa, nas aventuras que passamos para que o nosso sonho se possa realizar, que fazemos a nossa vida.

    Aventuras essas que dão cabe de nós,  que nos podem deitar a baixo, mas que também nos podem incentivar a continuar com mais corajem e mais determinação. 

    Umas vezes conseguimos mesmo realizá-los, outras vezes acabamos por desitir de lutar por ele, cedemos à tentação de não fazer nada, por ser impossível,  ou por estarmos já cansados, ou de nos mentalizarmos que já nao existe nada que possamos fazer.

    E assim morre mais um sonho na praia, como se costuma dizer...

    No entanto, enquanto lutamos para realizar num sonho, acabam por aparecer outros a meio, e o pior é quando surgem muitos e nenhum depois é verdadeiramente concluído. 

    Concluindo,  vivemos a nossa vida na tentativa de realizar os nossos mais profundos desejos, sonhos e ambições, atromentados pelos constantes e infindáveis obstáculos que se opõem à nossa passagem. Mas quando queremos mesmo muito algo, fazemos tudo o que podemos e não podemos. E é assim que a nossa força de vontade determina a nossa vida.

 

Castelo de Windsor

Castelo de Windsor, Inglaterra.

20140704_103739.jpg

      Esta fotografia, foi tirada à certa de 2 meses, numa visita a Inglaterra, mais precisamente a Londres, num dos mais fantásticos, gigantescos, luxuosos e lindíssmos castelos que eu já visitei.

      Se à algo que nos faça parecer que voltamos 200, 300 anos atrás na história, é a partir do momento em que passamos pelas grandiosas portas deste castelo, onde parece que entramos naqueles castelos que se vêm em filmes da Disney.

     Quando entramos deparamo-nos logo com um grande jardim, bastante verde, bem tratado.

windsor-6680983.jpg

 

     Mas a verdadeira emoção surge quando entramos mesmo dentro das grandes salas, e subimos aquelas grandiosas escadarias, com um luxuoso tapete vermelho, cheias de armaduras, cada uma segurando uma bandeira com um brasão.

     A partir dai entramos num mundo de príncipes e princesas, com salas talhadas de ouro, cheias de retratos, esculturas, tapeçarias, tudo do mais impressionante.

     Algo que não se pode descrever, só visto mesmo.

    

Windsor-Castle-7.jpg

 

W2.jpg

Windsor_Castle_-_St_George's_Hall.jpg

7.1250216323.inside-the-windsor-castle.jpg

      É, na atualidade, um dos castelos ainda utilizados pela Rainha da Inglaterra, e que realmente merece ser visitado, pois é fantástico.

      Realmente este é um dos sítios que eu era capaz de visitar centenas de vezes, que não me ia cansar, pois tem tanto para se ver e observar que uma vez, absolutamente, não chega.

 

 

 

Night Out

    Já está quase tudo pronto, para mais uma festa, bem acho que já so falta vestir a camisola, e sim está tudo.

    Mais uma daquelas noites de verão, a ouvir uma banda a tocar todo o tipo de músicas, mas principalmente a aproveitar o momento com os amigos.

    O ponto de situação é o seguinte: à espera da típica boleia para a festa, que deve estar a chegar, mas sempre com aquele, tão tipico, atraso.

    E eu limito-me a esperar que a boleia chege, e que durante esta noite corra tudo nas mil maravilhas, que isso é o que se quer.

   

Never Be Alone

Hey
I know there are some things we need to talk about
And I can't stay
Just let me hold you for a little longer now
 
Take a piece of my heart
And make it all your own
So when we are apart
You'll never be alone
You'll never be alone
 
You'll never be alone
When you miss me close your eyes
I may be far but never gone
 
 
    Existem diferentes momentos.
    Momentos bastante variados, uns bons outros horríveis, daqueles que temos vontade de esquecer e fingir que nunca aconteceram, até caírem na completa ignorância.
    Mas não é desses momentos que se escreve...
 
    Mas sim, daqueles momentos que nos sentimos sós, complemente sós, só apenas nós. Aqueles momentos em que temos a sensação de estar completamente sós, mesmo estando num meio de uma grande multidão. Como é isso possível? Estando tanta gente à nossa volta, tendo tantas pessoas a quem dirigir uma palavra ou mesmo um olhar?
   No entanto, nós temos aquela ideia que mesmo estando rodeados por tantos, continuamos sozinhos, e não censuro, uma vez que cada uma das pessoas está rodeada nos seus pensamentos acabando por se isolar de tudo e todos.
   Mesmo estando lá, não está.
 
   Passeando sozinhos pelas ruas ou estando sozinhos no nosso próprio quarto, pensamos estar sós, mas não estamos. Acompanhados sempre pelos nossos pensamentos, desejos e sonhos, que nos consomem até não haver mais nada nós, apenas existir aquele vazio, a solidão.
  E assim ficamos, em nós, na nossa mente, fingindo que pensamos, quando parece que paramos no tempo.
 
  Ponho os phones, aumento o som da música, diminuindo os sons e os ruídos do mundo que me rodeia e que nos acompanha em todas as circunstância - os tais tão falados momentos.
  Enquanto assim estou, sinto-me sozinho, mas não naquela solidão. Apenas eu, a música e os meus pensamentos.
  Mesmo estando sozinho, estou no meio da multidão de pensamentos, e posso pensar que nunca estou sozinho, mas a realidade é que estou.

Carrosel de Vontades.

    Passamos grande parte dos nossos dia, se não mesmo a nossa vida toda, num carrosel de vontades.

  Ora nos apetece fazer algo mas acabamos por fazer outra coisa que nos parece apetecer a meio. Parece, sim, pois muitas das vezes pensamos querer fazer algo, mas na realidade preferíamos fazer outra coisa qualquer.

    Por vezes temos é aquela vontade de não fazer rigorosamente nada, passar o tempo que seja, minutos, horas, dias, sem fazer nada, o que eu acho ser um desperdício de tempo, sinceramente, acho que temos muito mais tempo para fazer nada quando não tivermos nada para fazer.

   Outras vezes temos é vontade de fazer tudo, e por vezes tudo ao mesmo tempo, e que acabamos por não realizar ou satisfazer nem metade.

   Mas existem outros casos, por exemplo, quando temos vontade de fazer algo, mas não fazemos por ter medo das consequências,  ou mesmo por causa de jogos de aparências.

   É mais frequente do que se possa pensar. Acontece mais do que se possa imaginar. Acontece a todos nós, pois todos nós já tivemos muitas vontades que nunca foram satisfeitas por pensarmos demasiado nelas, a prever todas a jogadas que possam aparecer e tentar rodear todas as consequências pensáveis e impensáveis.

    A verdade é que o futuro está fora do nosso controlo. 

   Nada nos garante que por pensar em tudo o que possa acontecer isso não aconteça, ou vice-versa, acontecimentos imprevisíveis aparecem até nas experiência mais bem preparadas.

   E é neste carrosel de vontade, do ora apetece isto, ora não me apetece aquilo, que passamos as nossas vidas, e é com as nossas diversas e excessivas vontades que nos movemos a fazer algo, que guiamos a nossa vida, e quando este carrosel de vontades estiver parado, bem, talvez já tenhamos cumprido todas as nossas vontades, se é que isso é possível, ou então porque desistimos de as tentar cumprir.