Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

#Be_One Be_Original

One Life, One Day, One boy.

Protetor solar pode tornar-se tóxico ao ser usado em piscinas com cloro

Estudo revela que o cloro pode reagir a uma componente do protetor solar, gerando substâncias tóxicas para o ser humano.: Protetor solar pode tornar-se tóxico ao ser usado em piscinas com cloro

 

      Estudo revela que o cloro pode reagir a um componente do protetor solar, gerando substâncias tóxicas para o ser humano.

     De acordo com um estudo realizado por investigadores da Universidade Estatal de Moscovo, na Rússia, o cloro – um químico usado para desinfetar a água de piscinas ao matar bactérias - ‘quebra’ o protetor solar, gerando toxinas potencialmente perigosas.

    Apesar de por si só ser inofensiva, a Avobenzona, um composto muito comum nos protetores solares e principal bloqueador dos raios solares, parece tornar-se tóxica quando reage ao cloro e aos raios ultravioleta.

    De acordo com simulações feitas com nadadores que usavam protetor solar, da mistura do cloro com os raios solares e a avobenzona resultaram toxinas como aldeídos, fenóis e acetilbenzenos clorados. 

   Sobre todas elas, como reporta o Express britânico, os cientistas acreditam que podem provocar disfunções no fígado e nos rins, bem como distúrbios do sistema nervoso e cancro. Sendo que os dois últimos (fenóis e acetilbenzenos clorados) são considerados extremamente tóxicos e estão fortemente ligados a tumores mortais e infertilidade, segundo destacaram os especialistas da Universidade Estatal de Moscovo.

   Ao que reporta o Daily Mail, os investigadores estão agora a estudar como é que a avobezona reage quando exposta à combinação de cloro e água do mar das piscinas marítimas.

2 comentários

Comentar post